Verso do Dia

24 de janeiro de 2015

Promessa 24 - 24 de janeiro de 2015 - sábado

 Promessa 24 - O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Não é grosseiro, nem egoísta. Não se irrita, nem fica magoado. O amor não se alegra quando alguém faz alguma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. O ammor nunca desanima, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.
I Coríntios 13:4-7

 A palavra grega para amor usada nesta passagem da Escritura é a palavra agape, que fala do amor incondicional de Deus. Embora a promessa de hoje não possa descrever adequadamente o amor de Deus em I Coríntios 13, ele fala do coração tenaz de nosso Pai, que simplesmente não desista de nós, não importa o que passamos.

O amor de Deus é implacável e consistente. Seu amor por nós não muda como sombras inconstantes, mas persevera através de cada situação que passamos. Seu amor sempre irá nos proteger, ele vai confiar sempre, sempre vai acreditar no melhor sobre cada situação e vai ficar continuar sendo verdadeiro. Este é o amor que Deus tem por nós.

Não é como qualquer amor que tenhamos vivido na terra. Mesmo o amor do melhor pai, mãe, irmão, irmã, amiga, esposa, etc, seria apenas uma sombra do amor incondicional, eterno que Deus tem para conosco. Minha oração hoje é que tenhamos o poder de compreender a imensidão do amor imensurável que Deus tem por nós, como o apóstolo Paulo orou em Efésios 3:14-19...

14 "Por essa razão, eu me ajoelho diante do Pai," 15 "de quem todas as famílias no céu e na terra recebem o seu verdadeiro nome," 16 "e peço a Deus que, da riqueza da Sua glória, dê a vocês porder por meio do seu Espírito, para que sejam fortes no íntimo de vocês mesmos." 17 "Peço também que, por meio da fé, Cristo viva nos seus corações. E oro para que vocês, com raízes e alicerces profundos no amor," 18 "compreendam bem, junto com todo o povo de Deus, o amor de Cristo em toda a Sua largura, cumprimento, altura e profundidade" 19 "Sim, peço que vocês venham a conhecer o seu amor, ainda que ele não possa ser completamente conhecido, para que assim o próprio Deus encha completamente o nosso ser."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a postagem...