Verso do Dia

11 de dezembro de 2014

Promessa 345 - 11 de dezembro de 2014 - Quinta-feira

Promessa 345 - Vejam como é grande o amor do Pai por nós! O seu amor é tão grande, que somos chamados de filhos de Deus e somos, de fato, seus filhos. É por isso que o mundo não nos conhece, pois não conheceu a Deus.
I João 3:1

A maior demonstração de amor de nosso Pai é que Ele nos chama Seus filhos. Não há maior honra ou experiência mais maravilhosa do que a de ser conhecido em todo o universo como um filho do Deus vivo. A Bíblia NIV termina este versículo com um ponto de exclamação (!) Apenas para enfatizar este ponto do assunto.

Somos filhos de Deus!! Como é grande o amor que Ele derramou sobre nós a ponto de nos chamar Seus filhos! Será que esse pensamento não nos leva a querer saltar para cima e gritar "Aleluia!"? Se não, então eu acho que nós deveríamos pedir uma maior revelação desta promessa. Acredito que quanto mais esta verdade fundamental se tornar parte da nossa vida cotidiana, menos influência terá medo, pois o perfeito amor lança fora o medo! (I João 4:18).

Deus quer que sejamos arraigados e alicerçados nesta revelação. Nós pertencemos a Deus. Ele é o nosso pai. Esta é a razão pela qual Jesus veio ao mundo, a fim de que o Seu Pai pudesse tornar-se nosso Pai (João 20:17. Quero terminar o pensamento devocional de hoje com parte da oração que o apóstolo Paulo orou em Efésios 1:17 para que você e eu tenhamos um encontro com o poder do Espírito de Deus, para que possamos conhecer esta promessa no núcleo mais profundo da nossa mente...

Efésios 1:15-21
Por isso também eu, tendo ouvido falar da fé no Senhor Jesus que está entre vós, e o amor que tens para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê o espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele; tendo os olhos do vosso coração iluminado, para que saibais qual seja a esperança de sua vocação, e quais são as riquezas da glória da sua herança nos santos, e qual a suprema grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, segundo a operação da força do seu Espírito que ele trabalhou em Cristo, ele ressuscitou dentre os mortos, e fê-lo sentar-se à sua direita nos lugares celestiais, muito acima de todo principado, e autoridade, e poder, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no que está por vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a postagem...