Verso do Dia

27 de junho de 2012

Primeiras chuvas de inverno

As poucas gotas que caem do céu em nossa região alegram, pelo menos um pouco, o povo castigado deste pedaço do Nordeste. Hoje, após tantos dias de seca e estiagem, uma chuva um pouco mais consistente caiu sobre a terra. Ainda não é o suficiente para fazer brotar as sementes que precisam ser plantadas, mas traz esperança de dias e tempos melhores para um povo tão sofrido.
Os pastos de capim que antes coloriam as fazendas com um verde vivo e vibrante agora são meros espaços de terra desnuda e seca. O capim morreu. As palmas plantadas para suster o gado não foi suficiente devido ao grande período sem chuvas e as aguadas que serviam como bebedoutos para o gado secaram, o que obriga aos pequenos pecuaristas comprar água através de carros pipas a um preço muito alto.
São poucas gotas, é verdade, mas que trazem uma esperança imensurável para um povo que, dia após dia tem aprendido a sobreviver face às enormes dificuldades.
Nosso pedido é que sempre em suas orações lembrem-se de orar pela gente sofrida do semi-árido baiano e nordestino. Deus ouvirá nossas preces no momento certo, determinado por Ele. Nisto temos fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a postagem...